Resenha: Uma vida sem máscaras - Paul Stanley

em 15 de junho de 2017
Uma vida sem máscaras

Autor: Paul Stanley

Gênero: Biografia
Págs: 496
Editora: Belas Letras



Conhecido por seu personagem de palco, “Starchild”, Paul Stanley escreveu um livro de memórias emocionante que é uma combinação de revelações pessoais e bravas histórias de guerra sobre os altos e baixos tanto dentro como fora do KISS, uma das maiores bandas de rock do mundo em atividade. Nascido com uma doença chamada microtia (uma deformidade na orelha que causa surdez no lado direito), as experiências traumáticas de infância produziram em Stanley uma vontade de ser bem-sucedido na área mais improvável: a música. Conduzindo o leitor por uma série de eventos que levaram à fundação do KISS, as relações pessoais que ajudaram a moldar sua vida e a dinâmica turbulenta entre os colegas de banda ao longo dos últimos quarenta anos, este livro não deixa ninguém ileso – inclusive o próprio Stanley. Com fotos nunca antes vistas, Uma vida sem máscaras é um retrato vibrante de um homem e da banda que ele ajudou a criar, definir e sustentar. Uma história às vezes honesta e chocante; às vezes engraçada e inspiradora, vista, pela primeira vez, sem nenhuma maquiagem.


Resenha


Adoro ler biografias, ainda mais de um dos maiores artistas de todos os tempos, o guitarrista Paul Stanley do grupo de rock lendário Kiss.

Este livro contém muitas fotos e fatos verídicos contando desde sua infância, adolescência e até como foi criada a banda.




Paul Stanley, quis mostrar em sua biografia, sua vida sem as máscaras icônicas que usa em suas apresentações, por isso o título da obra é Uma vida sem máscaras.

Uma das máscaras a serem retiradas é a da infância, onde revela um segredo guardado por décadas, superando até mesmo a máscara do Starchild. Este segredo guardado a sete chaves foi revelado a público somente em 1999, quando estava encenando a peça Phantom of the Opera no Canadá. Paul nasceu com uma deformação na orelha direita, conhecida microtia, o que o torna surdo deste lado.



Ele desabafa sobre a infância em que sofria bullying devido ao problema na orelha, as crianças o apelidavam de Stanley, o monstro de uma orelha só. Seus pais não souberam lidar com a situação, não deram suporte emocional em que precisava. Ele foi uma criança e adolescente solitário devido a isso, até alcançar o sucesso com o grupo. Deixou o cabelo crescer para ocultar o problema e isso tornou-se uma de suas marcas registradas.






“Não sou o que chamo de otimista passivo. Não acredito que tudo vai dar certo se eu desejar com força suficiente. Sou um otimista realista: sei que, se for realista quanto às minhas capacidades, posso fazer as coisas darem certo, ou ao menos encaminhá-las na direção certa."


Recusando-se em ser uma vítima, já sonhando em ser músico, conseguiu juntar economias e comprou sua primeira guitarra elétrica aos 14 anos, também procurou ajuda na terapia, para ajudá-lo com a situação em sua casa, onde seus pais não o apoiavam, além de ter uma irmã com problemas mentais que tornava sua família disfuncional.


Eu adoro histórias reais de superação, a maioria dos artistas vem de famílias assim, disfuncionais, muitos conseguem ir além do estrelato como foi com o Paul Stanley, que superou todos os problemas e provou a todos sua capacidade. Alguns, infelizmente sucumbem ao uso de entorpecentes, álcool, cometem suicídio ou descobrem alguma maneira de se destruir aos poucos.


Este livro é um deleite para os fãs da banda, de música ou até de histórias de superação.


Até a próxima,

Nanda


19 comentários

  1. Oi, Nanda!
    Realmente o Stanley passou por muita coisa, mas que bom que ele alcançou esse sucesso todo.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos de A Colecionadora de Histórias

    ResponderExcluir
  2. Eu não sou muito de ler biografias, não é um gênero que chama minha atenção. No entanto, esse livro parece ser de uma superação enorme, e isso desperta a vontade de ler e conhecer a vida da pessoa em questão.
    Deve ser bem interessante as fotos que nunca foram vistas antes, e também o fato da deformação em sua orelha e como ele se transformou num músico. Uma história e tanto !

    ResponderExcluir
  3. Não gosto de ler muito biografia, mas confesso que esse livro me chamou atenção!
    Já ouvi falar muito dessa banda e sobre esse integrante!
    A vida dele deve ter sido bem difícil por causa da doença e tudo mais!
    Gostei de saber da superação no livro, pois nem sempre a vida é fácil!

    ResponderExcluir
  4. É, conheço a figura. Mas confesso que esse tipo de livro e o homem em si não me chamam muita atenção. Não acho que leria.
    Seria algo legal mesmo pra quem é fã ou curte essa pegada do livro. Bacana por ver por trás do artista, saber das histórias de vida e das dificuldades que passou, mas pra mim não tem muitos fatores de interesse mesmo =/

    ResponderExcluir
  5. Nanda!
    Gosto demais de biografias e quando é de um ídolo, ainda mais.
    Sempre fui fã do Kiss e admiro a personalidade do Stanley e gostaria de acompanhar toda sua trajetória.
    Bom feriado!
    “Saber envelhecer é a grande sabedoria da vida.” (Henri Amiel)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Não sou fã dessa banda mas já ouvi fala muito. Ao ler a resenha você sempre pensa que eles nunca sofreram nada na vida que teve uma infância incrível mas quando ler a biografia deles ou eles mesmo conta você fica tipo "como?" Isso é um ator de coragem ele publica esse livro para conta sobre sua vida e como conseguiu supera tudo isso.

    ResponderExcluir
  7. Não sou chegada a ler biografias, então meio que vou passar esse livro rs.
    Mas pra quem é fã do gênero e do astro, em questão, acredito que seja uma boa pedida!
    Paul parece ter tido uma história e tanto!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  8. Oi Nanda, tudo bem? Eu nem sempre leio biografias, mas Paul Stanley é uma lenda! Não sabia da história da orelha \o e realmente leria para conhecer mais sobre a vida dele!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Oi Nanda
    Não imaginava que este livro era assim, que bacana!
    Adoro histórias sobre superação
    Vai pra lista
    Bjks mil

    ResponderExcluir
  10. Olá. o interessante de ler biografias é que sempre percebemos que mesmo uma pessoa mundialmente famosa compartilha dos mesmos problemas, afinal todos somos humanos. Sem dúvidas uma leitura obrigatória para os fans da banda.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Nanda
    Também gosto muito de histórias de superação e um pouco de biografias. Nossa, ele deve ter passado mesmo por muta coisa quando jovem. Por traz da cara famosa, tanta gente esconde tanta coisa, né? Tantas histórias tristes.
    Só não sei se leria esse livro, pois apesar de gostar de biografias, não sou muito ligada a banda e ao cantor. Mas é uma ótima dica.

    ResponderExcluir
  12. Não gosto de biografias, mas é interessante saber como Stanley lidou com essa coisa horrorosa do bullying e hoje poder falar abertamente sobre isso para que, talvez, pessoas que achem que isso é besteira possam se conscientizar de como o assunto é sério.
    Amo a música Forever ♥

    ResponderExcluir
  13. Não gosto tanto de biografias, mas para quem é fã da banda ou até mesmo do gênero, com certeza se identifica com um livro assim.

    Beijos,
    * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
  14. Não gosto de biografias, mas acredito que quem é fã da banda ou até mesmo do gênero vai adorar esse livro.

    Beijos,
    * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
  15. Oi Nanda ;)
    Não gosto muito de ler biografias, a não ser se fosse de uma banda que gosto muito.
    Mas adorei a dica, meu pai gosta do KISS, e vou ver se compro o livro pra dar de presente a ele!
    Bjos

    ResponderExcluir
  16. Diferentemente de você eu dificilmente gosto de ler biografias, quem sabe leria de alguma banda que eu gostasse muito, mas não é o caso Kiss, então por este motivo não me interessei em ler este livro, mas para quem gosta da banda é uma ótima dica de leitura.

    ResponderExcluir
  17. Hey,

    Não gosto de ler biografias, ou pelo menos não encontrei nenhuma que me agradasse, então não é uma leitura que eu faria.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Nanda!!
    Não gosto muito de biografias mas fiquei bem curiosa para ler essa pois adoro essa banda Kiss!! E também quero descobrir mais sobre Paul Stanley!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  19. Oi Nanda.
    Eu, ao contrário de você não gosto de biografias não, a leitura simplesmente não flui para mim, é triste a realidade de quem sofre bullying, mas infelizmente essa não é uma leitura para mim.
    Bjs.

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!